Facebook

1║ Conselho de Cidadania Infantojuvenil

1║ Conselho de Cidadania Infantojuvenil

 

O Conselho da Cidadania reuniu no dia 14 de março e contou com a participação de 70 crianças e jovens de diferentes freguesias do concelho de Guimarães.

 

A Plataforma das Artes e da Criatividade, em Guimarães, recebeu no passado dia 14 de março o primeiro Conselho da Cidadania do projeto Carta da Cidadania Infantojuvenil, promovido pela Associação para o Desenvolvimento das Comunidades Locais (ADCL) em parceria com a Câmara Municipal de Guimarães e a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Guimarães.

Este projeto, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do Programa Cidadania Ativa, destina-se a construir, de forma participada, um documento de definição estratégica da promoção dos direitos das crianças e dos jovens no Município de Guimarães.

A construção deste documento envolverá diretamente, nas diferentes fases e etapas, a participação cidadã de crianças e jovens. Ele visa dar resposta a um dos principais problemas identificados nas políticas para a Infância e Juventude: a sua fragmentação e compartimentação, a par da ausência de crianças e jovens na participação da construção das políticas públicas.

Este primeiro Conselho da Cidadania contou com a participação de 70 crianças e jovens, de diferentes idades, que partilharam e debateram as suas ideias e opiniões sobre os principais problemas que afetam o exercício pleno dos seus direitos.

As questões relacionadas com a educação e a sua vida na escola foram as mais debatidas mas foram também focadas questões relacionadas com a saúde, o emprego futuro, a segurança, a cultura e a proteção social.

Esta estrutura irá reunir novamente, durante este ano, para propor soluções e estratégias de solução para os problemas e necessidades identificados.

A forte implicação de crianças e jovens é o denominador comum a todas as ações deste projeto que coloca em ação articulada as crianças e jovens, os decisores políticos locais e os técnicos sociais na construção de um instrumento regulatório que se insere no quadro da governança local.

     

 

<